Páginas

6 de novembro de 2019

Sophia - em dia de centenário

A 6 de novembro de 1919 nascia Sophia de Mello Breyner Andresen, figura incontornável da literatura portuguesa contemporânea. A riqueza intemporal da sua criação literária, que perdura e dignifica a cultura portuguesa, a cristalina medida justa da sua poesia, o puro envolvimento da sua prosa poética e a arcádica tessitura dos seus contos, que continuam a fascinar gerações, mobilizam a evocação de uma mulher que, para além das letras, também foi de causas.
Assim, em jeito de homenagem e tributo, voltamos a convocar hoje, na sala de leitura da biblioteca, uma exposição de painéis, intitulada - Sophia: ensaio gráfico - (trabalho criativo realizado, há alguns anos, por uma turma do curso profissional de técnico de multimédia, sob a orientação do prof. David Figueiredo). Em paralelo, logo à entrada da biblioteca, expusemos também vários livros de Sophia em mostra bibliográfica, sem esquecer uma breve resenha com dados sobre a vida e obra desta grande senhora da literatura portuguesa do século 20.

Sem comentários: