Páginas

8 de fevereiro de 2017

Ação de sensibilização - Internet Segura na BESAF

A Semana da Internet Segura continua e é nosso entendimento que as ações de sensibilização e outras que estamos a concretizar terão, com certeza, impacto nas atitudes daqueles que, nos diferentes contextos e desde logo o escolar, lidam com a Internet e o mundo digital.
Se ontem, 7 de fevereiro, Dia da Internet Segura, foi a vez de alunos do 3.º Ciclo terem assistido a uma sessão sobre Internet Segura, proporcionada por uma equipa da Escola Segura, da Polícia de Segurança Pública, da qual aqui já demos nota; hoje, dia 8, contamos com a presença de uma equipa de inspetores da Polícia Judiciária de Braga, desta feita para abordar questões de cibercrime e cibersegurança perante um público, agora exclusivamente constituído por alunos do Ensino Secundário e Profissional.
 A sessão, que decorreu durante a tarde, trouxe à biblioteca quatro turmas, mais de uma centena de alunos e vários professores que atentamente seguiram a intervenção dos dois inspetores, tal o grau de implicação e envolvimento que os palestrantes suscitaram. Recorrendo à definição de conceitos fundamentais do universo Internet, mas sobretudo à apresentação de casos sobejamente ilustrativos para sensibilizarem atitudes e comportamentos num meio onde, para além das imensas virtualidades (decorrentes do acesso à Internet), não é pois despiciendo atender também às inúmeras situações problemáticas (muitas delas configurando crimes com gravidade) que o manuseamento de ferramentas e aplicativos do mundo digital online pode acarretar. De forma esclarecedora e impactante falou-se de questões de segurança online e das melhores vias para fazer face ao cibercrime, que espreita quantas vezes no vírus oculto de uma mensagem, no acesso incauto a determinadas páginas web, na devassa da privacidade, na devastação psicológica decorrente de situações de ciberbullying, na apropriação indevida de perfis e identidades digitais, entre tantas e tantas situações problemáticas que, infelizmente, marcam também o panorama da Internet.
Ações como estas são de suma importância para os jovens (e não só), desde logo porque suscitam a preocupação da segurança e os cuidados que na Net todos devemos ter em conta. Estamos cientes de que ao conjunto de recomendações finais, apresentado pela equipa de inspetores que connosco partilharam informação e formação, corresponderão atitudes e comportamentos dos nossos alunos na Net mais consentâneos com o quadro da cidadania digital, numa expressão mais lata, com a cidadania em geral, que só tem a reforçar-se pela via da educação e da formação dos cidadãos.

Sem comentários: