Páginas

22 de novembro de 2012

Li, gostei e recomendo... a palavra aos leitores

O que nos diz Acácia Silva, aluna do 12.º D, sobre este livro que leu, gostou e recomenda:

Título: O Nome da Rosa
Autor: Umberto Eco
Editor: Presença/Público
Colecção: Mil Folhas
N.º de págs.: 473
Ano de publicação: 2002
Categoria: Romance






"Após me ter sido recomendado várias vezes, requisitei “O Nome da Rosa, de Umberto Eco. Eis um livro de que gostei e que recomendo vivamente!
A acção desenrola-se em meados do século XIV, numa abadia da Itália setentrional cujo motivo de maior orgulho era a sua biblioteca, uma das mais completas da época. Neste mosteiro, dar-se-á o encontro dos representantes da Ordem Franciscana e da Delegação Papal, discordantes quanto ao papel da Igreja na administração da sociedade e quanto aos bens que ela deve, ou não, possuir. Para mediar este encontro, Guilherme de Baskerville e o noviço Adso instalam-se, uns dias antes, na abadia. Contudo, estranhas mortes ocorrem, pelo que é incumbida, a Guilherme, a tarefa de as desvendar e encontrar o culpado.
Desde cedo, Adso e o seu mestre conjecturam uma relação entre estas mortes e a biblioteca (local misterioso, com vários locais proibidos e até um labirinto), fazem, então, várias excursões, nocturnas e secretas, que revelam o autor e o motivo dos crimes.
Através desta obra, fiquei a conhecer os costumes, a arquitectura e a sociedade numa época dominada pela Igreja Católica em que o conhecimento era acessível apenas a alguns. “O Nome da Rosa” levanta, ainda, várias questões filosóficas tais como, os conceitos de certo e errado, de bem e mal e da moral cristã. Posso então afirmar que foi absolutamente enriquecedora a leitura desta obra, cujo enredo me envolveu e me transportou para a época medieval num remoto mosteiro algures pela Itália."

Sem comentários: