Páginas

1 de dezembro de 2007

Sessão (experimental) de poesia















































































JD/07


O
mote para a iniciativa tinha como referência uma aproximação poética ao "espírito científico", numa semana em que se assinalava a cultura científica (o Dia Nacional da Cultura Científica foi a 24 de Novembro). Para tal, nada como recorrer a um poeta que nunca abdicou da vivência científica, mas que a par da divulgação, da investigação e da pedagogia, soube também temperar a fórmula poética - António Gedeão ( pseudónimo ou, se quiserem, alter-ego de Rómulo de Carvalho, homem da ciência e das letras, para quem ciência e poesia sempre andaram de mãos dadas). Numa sessão singela mas envolvente (no passado dia 29.Nov.), um grupo de alunos (11ºU) - os ONZU´s - o prof. José Veiga, com a colaboração da equipa BE/CRE, apresentaram três criações pticas do autor, "Poema para Galileo", "Lágrima de Preta" e "Pedra Filosofal".
A sessão iniciou-se com a leitura performática de "Poema para Galileo" (sim, um dos precursores da Ciência Moderna, experimental e rigorosa); relembrando a dignidade do homem que teve que enfrentar em julgamento, nos meados do Séc. XVII, as "eminências graves do Santo Ofício".
Relembrado Galileu, um salto para a química da lágrima, no fundo a química do sentimento, com a leitura encenada do poema "Lágrima de Preta", e a constatação, afinal, de apenas água e cloreto de sódio, "nem sinais de negro, nem vestígios de ódio". Sentimento puro.Seguiu-se "Pedra Filosofal", cantada em grupo e ao som da guitarra. Repetiu-se a experiência, num "encore" que pareceu agradar a todos quantos se deslocaram à Biblioteca na noite fria. Houve ainda tempo, enquanto se arrumavam adereços, mesas e cadeiras, para um diálogo sui generis entre um banjolim e uma guitarra - o som de fundo perfeito para um bom fim de noite na escola.

1 comentário:

e.f disse...

Gostei imenso da actividade! Prova que as ciências também estão vivas dentro da Biblioteca! Em Campo maior fizémos experiências químicas para comemorar o lançamento do último livro do Harry Potter.
Continuação de bom trabalho.

Elisabete Fiel