Páginas

13 de dezembro de 2007

Prenúncios de Natal na Biblioteca

A tarde e a noite de ontem foram de espírito de Natal, com música, poesia e prosa.
Momentos tocantes (belo, triste, reflexivo, pungente, o conto - de Natal - de Saramago... e tão bem dito); momentos de graça (que doce e maviosa é a poesia de Natal... Sim, tivemos os consagrados mas também um inédito e a propósito, pleno de candura); momentos de desassombrada luz e lucidez em forma de sermão, pela "voz de um peixe"; um ou outro percalço técnico (que raio!... a electricidade nos aparelhos sonoros); uma brisazinha de África (Natal Africano), ao som de instrumentos (feitos por alun
os) em materiais recicláveis... Momentos que valem a pena, sobretudo, como diz o poeta, "se alma não é pequena". E a dos que lá estavam (muitos: alunos, professores, auxiliares de acção educativa, pais) não o é com certeza.
Fica um registo.

fotos V.Seco
Para ver mais é só clicar: aqui.

1 comentário:

Anónimo disse...

Foi um tempo mt bem passado!Estava mt bonito!

Os coordenadores da biblioteca e professores estão de parabéns pelas iniciativas que têm vindo a fazer.Continuem para o ano.
Mais uma vez PARABÉNS!!