Páginas

8 de dezembro de 2010

Gonçalo M. Tavares - O escritor vem à escola

Gonçalo M. Tavares é incontornavelmente um dos autores mais conceituados da nova geração de escritores de Língua Portuguesa.
Gonçalo M. Tavares é um grande escritor. Ponto. 
[passe o cliché subjacente ao primeiro parágrafo…]
Gonçalo M. Tavares escreve livros fascinantes. Perceberão o fascínio da sua escrita e do seu universo quando o lerem! "Fica a deixa" para aqueles que, porventura, ainda não tenham visitado o bairro ou o reino (quais topos literários), ou outros objectos magníficos como Uma Viagem à Índia. E é esse universo, esse outro espaço-tempo que a sua escrita gera, que talvez nos seja permitido entrever um pouco, quando por cá passar, ele mesmo – o autor, já na próxima segunda-feira, 13, pelas 14h (na biblioteca escolar).

Fica o convite à comunidade educativa da ESAF.
...............................................................................

  Fonte: Lilacdays (Teresa Sá)
Sobre o autor:
Gonçalo M. Tavares nasceu em 1970. Nos últimos dez anos escreveu dezenas de livros (onde se contam romances, ensaio, conto e poesia) muitos deles já editados em trinta e cinco países, estando em curso cerca de 160 traduções. Detentor do Prémio José Saramago, de 2005; do prémio Ler/Millenium BCP 2004; do grande prémio da APE - “Camilo Castelo Branco – 2007; do Prémio Portugal Telecom (também de 2007); do Internazionale Trieste 2008, entre outros; acaba de lhe ser atribuído o prestigiado “Prix du meilleur livre étranger”, publicado em França (2010), pelo seu romance Aprender a Rezar na Era da Técnica.

Bibliografia (não exaustiva):
 1 (2004), A colher de Samuel Beckett (2003), Livro da dança (2001), Breves notas sobre ciência (2006), O Senhor Valéry (2002), O Senhor Henri (2003), O Senhor Brecht (2004), Jerusalém (2005), Água, Cão, Cavalo, Cabeça (2006), O Senhor Walser (2006), Aprender a rezar na Era da Técnica (2007), O Senhor Eliot e as conferências (2010), Matteo perdeu o emprego (2010), Uma Viagem à Índia (2010)...

Sem comentários: