Páginas

24 de outubro de 2010

Letras e Cores, Ideias e Autores da República - para ler e reler / ver e rever na Biblioteca




Letras, Cores, Ideias e Autores da República - a exposição produzida pela Direcção-Geral do Livro e das Bibliotecas (DGLB) / Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República, chega à nossa escola, por via da profícua colaboração que a Biblioteca Municipal de Barcelos (BMB) mantém com a Biblioteca Escolar da ES/3 Alcaides de Faria (de resto, colaboração extensível às demais bibliotecas escolares do concelho). Ora, em ano de centenário, em ano de biblioteca "nova" também, nada melhor que o novo espaço (dois pisos, com mezannine) para receber esta exposição que, por via de um conjunto de ilustrações e textos literários e ensaísticos a propósito, evoca e celebra a República, numa abordagem plástica e literária, bem a quadrar-se com o universo cultural e humanístico dos ideais e valores republicanos. E, por que não dizê-lo, bem a quadrar-se com o espaço de uma biblioteca - local de encontro com a informação, o conhecimento e o saber; local de descobertas, de aprendizagens e de cultura.
Letras, Cores, Ideias e Autores da República -- estrutura-se num conjunto de 10 cartazes (a bem dizer 11, se contarmos com o multicolor cartaz que abre a exposição), em itinerância por múltiplos locais de cultura, quer nacionais quer estrangeiros, resultante do cruzamento entre  arte plástica de hoje e textos de época alusivos ao tema.
Tendo como ponto de partida textos de autores que marcaram a cultura humanístico-literária em Portugal no final do século XIX e início do século XX (Guerra Junqueiro, Aquilino Ribeiro, José Rodrigues Miguéis, Abel Botelho e Tomás Fonseca, Leonardo Coimbra e Manuel Laranjeira, Virgínia de Castro Almeida e Ana de Castro Osório, Almada Negreiros, Jaime Cortesão, Raul Brandão e excertos das revistas Renascença, Orpheu e Seara Nova), dez ilustradores nossos contemporâneos (João Vaz de Carvalho, Afonso Cruz, Bernardo Carvalho, Marta Torrão, Teresa Lima, Rachel Caiano, Jorge Miguel, Carla Nazareth, Gémeo Luís, Alex Gozblau) tratam graficamente dez temas representativos do contexto social, político, cívico e cultural da época: Ultimatum, Monarquia, 5 de Outubro, Igreja, Educação, Mulheres, Modernismo, Grande Guerra, Chiado e Revistas.

Exposta no piso 2 da Biblioteca Escolar, de 23 a 29 de Outubro/2010 (com a possibilidade de retornar mais tarde), a mostra constitui-se como um motivo (há tantos outros, claro) para que professores, alunos e outros actores da comunidade educativa, a visitem e cruzem leituras, ora gráficas ora literárias, em torno da República, da sua implantação, mas também do apelo cívico que todos os dias ela emana, rumo a uma consolidação que jamais se finaliza, antes se constrói.


Sem comentários: